Artigos

Você cria conteúdo para pessoas ou algoritmos?

Quantas vezes você já se viu pensando no algoritmo do Instagram? Ou em como funciona a distribuição de vídeos no “For You” do TikTok? O algoritmo tomou conta das nossas preocupações quando o papo é criação de conteúdo. Quantos posts por dia? Quantos vídeos? Vídeos de quantos segundos? Tá entregando? Se não entregar não tem engajamento, não tem clique, não tem seguidores… o caos se instala. 

Mas veja bem, o objetivo não era outro? 

O objetivo disso tudo, não era a gente se conectar? Não era para entregarmos valor através de interrupções no feed das pessoas? As mudanças foram acontecendo de modo que fomos guiados a pensar de maneira mais “matemática” ao que acontece em cada canal. São tantos formatos, técnicas, dicas (ou melhor, hacks), que nos vemos totalmente distante do que deveria ser a obsessão do trabalho: entregar valor. 

Todo este movimento foi criando uma grande desmotivação dos creators, que precisam se preocupar muito mais com a ferramenta em si, do que com a sua criação de fato. A questão é que ambas as coisas são importantes: ok, precisamos do algoritmo funcionando (e de preferência a nosso favor, mas também precisamos pensar no “brilho” do conteúdo para que ele faça essa roda girar). 

Basicamente, um depende do outro e ambos funcionam maravilhosamente bem. O problema que enfrentamos hoje, é que a conta nunca vai fechar: é muito conteúdo para ser distribuído e o algoritmo precisa tomar decisões difíceis com relação a isto. E pensar nisso, acaba nos trazendo o maior desafio: ser criativo e metódico, alimentar as ideias e calcular os próximos passos. Unir as duas personalidades que a internet exige de quem cria, este é o desafio que acompanha muita gente, faz parte do caminho. 

A nossa meta não é nada simples: puxar a corda cada vez mais para o lado do valor. O valor do meu conteúdo precisa ser muito maior do que a minha preocupação com o algoritmo. Eu desejo que você passe mais tempo do seu planejamento pensando nisso e não no dia ou horário, na quantia de stories ou no áudio que vai usar no reels. O valor do seu conteúdo precisa ser tão grande, que nenhuma ferramenta vai conseguir te encaixar em um sistema. 

Calma, não estou dizendo que você precisa ser contra o algoritmo. Jamais diria isso, afinal precisamos que ele trabalhe para entregar o nosso trabalho. O que eu digo aqui, é que você coloque cada vez mais energia na sua criação, no seu planejamento, na sua estratégia de entrega. Quantos posts você vai fazer por dia? Não sei, me diz você: você consegue entregar quantos conteúdos relevantes por dia? Quantas conversas você consegue construir semanalmente? São estes os questionamentos que vão te ajudar a criar uma rotina com base no valor. 

Por que ter um olhar criterioso para o valor do seu conteúdo?

Essa é fácil: o algoritmo muda o tempo todo e o comportamento das pessoas também. Por isso, você precisa ter foco. Criar com base única e simplesmente no que a rede espera de você, pode ser uma grande armadilha para você se esquecer do que precisa entregar para as pessoas. Sistemas erram, param de funcionar, dão erro e tela azul, você não pode trabalhar com base nisso.

A entrega para as pessoas precisa ser infinitamente mais relevante na sua lista de prioridades.

Tudo isso, para te lembrar que se a audiência se identificar com o que você produz, não há algoritmo que te coloque em segundo plano, mas lembre-se: para construir tudo isso, você precisa dançar conforme a banda toca. Faz parte do jogo entender o sistema, o negócio é fazer com que ele trabalhe para você e não o contrário. 

Eu desejo que a sua criação de conteúdo seja um processo repleto de análises, números e sistemas que funcionem, mas que seja principalmente feito para as pessoas. Como este texto, que fiz pensando em você. Até mais!

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lorrayne Vilela
Lorrayne Vilela
21 dias atrás

Que demais, Fahen! Gosto dessa forma holística que você passa sobre como precisamos lidar com as redes sociais. E sim, a comunidade que é criada e o sentimento de pertencimento no final das contas é o que vai determinar se as pessoas vão continuarem a consumir o conteúdo que se cria.

Share
Admin
15 dias atrás

É isso, Lorrayne! Que bom que gostou do artigo \o/

trackback

[…] Este conteúdo está diretamente ligado ao meu último texto para o Portal. Clique e leia mais. […]

Você pode gostar

Veja mais

This error message is only visible to WordPress admins

Error: No feed found.

Please go to the Instagram Feed settings page to create a feed.

3
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x