💡 O Facebook ainda não disse se ganha mais com usuários no Instagram ou se com usuários no seu serviço principal, mas um novo relatório sugere que o Instagram não está fornecendo à empresa mais receita por pessoa, pelo menos não nos EUA, são dados do eMarketer.

❗ Por que é importante: os dados mostram que, apesar dos relatos de baixa* no uso do aplicativo no Facebook e nos EUA, o principal aplicativo da empresa ainda gera receita melhor para os usuários do no Instagram.

🚨 Explicando mais: O Instagram anunciou na semana passada que começaria a colocar anúncios nos próximos meses na guia “Explorar”, na seção do aplicativo que inclui recomendações personalizadas de postagens para os usuários navegarem, assistirem ou comprarem.

📈 A guia “Explorar” estava nos últimos lugares no aplicativo sem ser monetizada.

📈 O Facebook diz que mais de 50% dos usuários do Instagram, mais de 1 bilhão usam a guia Explorar mensalmente.

💡 O quadro geral: o impulso do Instagram para aumentar a receita de anúncios ocorre em meio a advertências de executivos que desaceleraram o crescimento da receita publicitária no principal feed de notícias do aplicativo no Facebook, devido a problemas de privacidade, saturação do usuário e menor engajamento dos usuários.
ㅤㅤ
➽ Esses dados sugerem que o Facebook continua aumentando sua receita por usuário de outras maneiras, como por meio de anúncios em vídeo no Watch ou em anúncios na seção do Marketplace do Facebook.

👀 O que vem a seguir: O Facebook elevou silenciosamente seu principal executivo de publicidade, David Fischer, a diretor de receita, dando-lhe mais supervisão sobre o crescimento da receita em todas as suas propriedades, relata Lauren Johnson, da Business Insider**.

⚠ Por transparência: a metodologia da eMarketer: “As estimativas baseiam-se na análise de vários elementos relacionados ao mercado de gastos publicitários, incluindo condições econômicas de nível macro; tendências históricas do mercado de publicidade; tendências históricas de cada meio em relação a outras mídias; relatou receitas de grandes editores de anúncios, estimativas de outras empresas de pesquisa, dados de fontes de referência, tendências de consumo de mídia, tendências de uso de dispositivos de consumo e entrevistas com executivos em agências de publicidade, marcas, editores de mídia e outros líderes do setor ”.



__
🔗 FONTES:
Axios: https://www.axios.com/newsletters/axios-media-trends-dad64f3e-8f13-45bd-a48b-0533eceaac23.html

*eMarketer: https://www.emarketer.com/content/emarketer-reduces-us-time-spent-estimates-for-facebook-and-snapchat

**Business Insider: https://www.businessinsider.com/facebook-elevates-david-fischer-to-oversee-growing-ad-buisness-2019-6

Talvez você possa gostar