A habilidade de contar histórias de forma relevante humanizada é conhecida como Storytelling. Uma técnica muito utilizada pelas marcas que desejam engajar o público, causar uma emoção, um sentimento e deixar a sua marca para as pessoas.

Acontece que colocar em prática o Storytelling não é assim tão fácil. Exige prática e conhecimento sobre as verdades que a marca quer deixar para o público, mas eu vim aqui falar de estratégia. Quando falamos de estratégia, geralmente as pessoas prestam mais atenção, afinal estratégia está diretamente ligada aos resultados, certo?

E o Storytelling está diretamente ligado a sua estratégia, ou seja, ele também tem relação com os resultados da marca. 

Vem comigo, vou te explicar os motivos para aplicar storytelling na sua estratégia!

  • Identificação e empatia

Quando ouvimos histórias (seja ela qual for), automaticamente começamos a criar uma identificação com os personagens, certo? Pense nas novelas, o que faz com que as pessoas amem tanto um personagem? Storytelling é a arte de gerar essa identificação, empatia pela história, isso faz com que as pessoas deixem de ser apenas usuários ou público da sua campanha, para serem pessoas que se envolvem.

  • Ganhe atenção

Prender a atenção de alguém hoje, por mais de 5 segundos é uma luta! Já pensou em usar a técnica que te ajuda a ganhar a atenção das pessoas? Isso é muito valioso e no fundo (bem no fundo) você sabe que as campanhas atuais não estão segurando a atenção como deveriam, né?

  • Sincronize os canais

Storytelling é tão livre, que você pode criar diversas narrativas (uma em cada canal) e cruzar cada uma delas, para que juntas também façam sentido. Imagine o número de possibilidades criativas dentro disso?

  • Crie com intenção

Já ouvi muitas vezes, sobre a importância do processo criativo levar em consideração a sensação que o público deve ter ao ver/ler/ouvir algo sobre a marca. Ao criar uma campanha, deve-se levar isso em consideração. O que você quer que as pessoas sintam e perceba se de fato o objetivo será atingido. Tensão? Medo? Emoção? Tristeza? Surpresa? Cause alguma sensação, isso poderá fazer com que a sua marca se diferencie das outras.

Pode parecer muito difícil aplicar Storytelling em alguns segmentos mais técnicos, mas a partir do momento que você entende como criar a narrativa dentro de uma marca, fica mais simples de visualizar o objetivo e a estratégia de cada história.

Quer aprender na prática sobre Storytelling? Conheça o Story, o curso específico de Storytelling. o/ 

E não se esqueça do Gump, o evento do Share que fala sobre conteúdo e Storytelling! 

Agora sim, com todas essas informações, você não tem motivos para não transformar a sua marca (ou dos seus clientes) em grandes contadoras de histórias.

Espero encontrar vocês por aí, criando narrativas maravilhosas e engajando pessoas! Até o próximo post o/

Talvez você possa gostar