Clique Aqui e saiba mais

No fundo, no fundo mesmo, quando pensamos como consumidores, o que buscamos acima de tudo? A verdade sobre o que compramos! Parece óbvio, mas precisamos refletir sobre isto quando atuamos como marca. Agora, um desabafo: sempre que eu vou na sessão de pães do supermercado (independente do supermercado), penso: hm, mas será que estes pães foram feitos hoje, como cita a etiqueta? E este bolo, parece que eu já o tinha visto anteontem. Mas a vida segue, as etiquetas continuarão existindo e nós continuaremos comprando produtos sem saber a verdade por trás deles.

Ok, mas no título dizia algo sobre os influenciadores da internet. O que exatamente eles têm a ver com os pães do supermercado? Tudo e jajá você irá entender, mas antes veja abaixo alguns dados:

  • Uma pesquisa feita em maio de 2016, pelo Youtube Insights, apontou que 82% das mulheres acreditam mais nos influenciadores digitais, quando comparados com televisão e redes sociais;
  • A Sprout Social aponta que 74% dos consumidores utilizam as redes sociais como pesquisa antes de finalizar uma compra;
  • A DemandGen viu que 53% dos consumidores afirmam buscar opiniões sobre os produtos antes de comprar;
  • De acordo com o BR Media Group, as empresas pretendem investir mais 30% em influenciadores, ainda em 2016.

Sabe por que? Porque os influenciadores da internet falam a verdade (ao contrário das etiquetas dos pães), seja sobre a loja da esquina, o lanche do fast food ou a maquiagem caríssima que deu alergia, eles irão falar a real para quem consome o conteúdo e por isto, nós não devemos ignorá-los, muito pelo contrário, devemos trazê-los para o nosso lado!

Agora, é hora de planejar!

Visualize o seu negócio

Antes de tentar pensar em qualquer estratégia, tente visualizar o seu negócio. Ele é tradicional? Inovador? Tem posicionamento? Moderno? Clássico? Jovem? Visualize todos os aspectos que envolvem a sua empresa/marca/produto/serviço.

Conheça o seu público

Quem é o seu público-alvo? Esta pessoa utiliza as redes sociais? Esta pessoa fala palavrão (sim, isto interfere)? Conhece os memes? Acessa o Youtube com frequência? Utiliza o Snapchat? Conheça quem consome o que você produz.

Como escolher o influenciador digital?

Existem muitas opções e para ficar mais fácil, você deve averiguar três características: o alcance (popularidade), a relevância (autoridade) e a ressonância (frequência).

Qual é a mensagem que você deseja passar? Isto também deve ser pensado no momento de escolha de quem será o influenciador da sua marca. Pensado no tema, mensagem e objetivo que sua marca possui, está na hora de pensar sobre quais influenciadores se comunicam dentro deste segmento – ou nesta linguagem que você busca. Lembre-se que quanto mais natural for esta ação, melhor. Não adianta pegar uma influenciadora de moda para falar do segmento gastronômico, ou um influenciador vegano para falar de um produto que é testado em animais. Tudo precisa estar encaixado no contexto de vida do influenciador.

O conteúdo

O planejamento de conteúdo deve ser feito com a colaboração do influenciador. Não tente enviar uma estratégia moldada para que ele siga o seu plano do começo ao fim. Converse com o influenciador, exponha suas ideias e faça com que este trabalho seja construído em conjunto. A ideia é que seja realmente uma opinião do influenciador, por isto, precisa ter a “cara” dele, na linguagem, na mensagem, em tudo.

O investimento
Esteja preparado para realizar um investimento financeiro. Os influenciadores estão com tudo, é uma ótima sacada para divulgar a sua marca e estar na cabeça de milhões de seguidores por aí.

Resumindo, não há como uma ação com influenciadores digitais dar errado. Tudo dependerá de um belo planejamento e uma boa pesquisa. Enquanto isto, eu sigo com o meu mistério sobre os pães e bolos que são colocados à venda. Mãos à obra e bom trabalho!


Clique Aqui e saiba mais

Talvez você possa gostar

Leave a Reply