O evento DMEXCO 2019 começou e a Cíntia e o Rafael, que foram pra Alemanha fazer a cobertura pelo Share, já saíram cheios de conteúdo pra compartilhar.

Se você chegou agora e não sabe o que é o DMEXCO, clique aqui e confira o nosso primeiro post, sobre a maior conferência de marketing digital da Europa.

A estrutura do evento é muito legal e claro, super interativa. O ambiente pra conhecer as marcas tem tudo pra conquistar os participantes dos eventos, com brindes e lugares “Instagramáveis” pra galera tirar fotos.

Agora, vamos lá! O que rolou no primeiro dia de DMEXCO?

1# Começamos com a palestra “The trust Revolution”, da Stephanie Buscemi (Salesforce)

Ele trouxe um panorama sobre como vivemos em um mundo cada vez mais conectado e de que forma a tecnologia tem contribuído para todas as transformações. Hoje, por exemplo, temos a possibilidade de criar grandes experiências para os nossos usuários.

O comportamento das pessoas estão mudando. Nós não trabalhamos mais em empresas que tem um bom serviço ou um bom produto, nós trabalhamos para empresas em que confiamos. Essa também é a nossa lógica pro consumo.

“Como criar uma marca confiável? Fazendo com que o mundo seja um lugar melhor. “

Com confiança, sucesso do cliente, inovação e igualdade. São pontos que contribuem para que a empresa siga este caminho. Cada contato com o cliente, é uma oportunidade para construir ou para destruir a confiança que ele tem na sua empresa.

O processo de co-criação é um dos melhores jeitos de construir a relação de confiança com o cliente. Ouça o que ele precisa e utilize a tecnologia para isso.

A cultura, o conteúdo e a comunidade são três pilares que podem ajudar nessa construção.

Cultura é a forma de viver os valores. Igualdade não é só incluir, é saber o que fazer quando surgir algum problema e trabalhar para que não se repita.

35% das propagandas são com imagens de mulheres.

80% das mulheres não se reconhecem nas propagandas.

2# Painel: Search for truth, com Jimmy Wales (Wikipedia) e Ralph Simon (Mobilium Global)

 O conteúdo do Wikipedia é unicamente esclarecedor, ele não utiliza qualquer recurso como click bait ou outras técnicas pra gerar cliques e engajamento.

O modelo de negócio devastado do jornalismo, fez com que o usuário tivesse que pagar pelo conteúdo. O que hoje vemos em muitos sites, você tem acesso a um número determinado de sessões no site.

As plataformas estão trabalhando para otimizar os cliques (e isso faz todo sentido. O usuário está ficando cada vez mais inteligente e difícil de ser conquistado).

O painel falou também sobre o cuidado que as marcas precisam ter quando se trata de métricas.

3# Palestra:  The Path of Most Resistence, com Piera Gelardi (Refinery 29)

É possível mudar os nossos pensamentos e preconceitos. É possível crescer!

A Refinery29 cria conteúdo para a nova geração de mulheres. As modelos que as agencias indicavam para a Refinery29, eram muito fora dos padrões das consumidoras, com isso começou a fotografar as próprias campanhas, com mulheres reais e uma fotografa mulher. Foi o gatilho para gerar conteúdo real.

Em 2028: 75% das empresas terão mulheres em cargo de decisão.

Dados interessantes da palestra:

  • Uma mulher negra leva 9 vezes mais o tempo de uma mulher branca para se arrumar;
  • 67% das mulheres dos EUA são plus size;
  • 35% da GenZ não usam gêneros binários para se identificar;
  • 40% das atividades do seu dia são apenas hábitos.

Hoje, a Refinery29 tem uma audiência de 250MM em um negócio de nicho. A audiência é grande porque as mulheres se identificam e se enxergam no que eles fazem.

  • Qual esteriótipo estou perpetuando?
  • Quais julgamentos estou fazendo?
  • Quem está em volta da mesa?

O cérebro é resistente, mas existem algumas formas de exercitá-lo.

  • Aprenda no desconforto
  • Preencha seus gaps (suas lacunas de conhecimento)
  • Empodere seu time
  • Faça disso um exercício diário

Se você tiver medo é porque está indo na direção correta.

4# Palestra: Proof of concept – redefinition of the CMOs role, com: Marco Raab (Escada), Hubert Wieser (Nestlé), Paige O’neill (Sitecore), Gisele Papenfuss (Metro).

Não existe uma única definição sobre  o que o CMO é, isso vai depender muito do tamanho e segmento da empresa, mas é alguém que representa a voz dos consumidores e suas necessidades.

80% dos CEOs não confiam nos CMOs

As expectativas das empresas crescem na mesma proporção que novas ferramentas surgem e com isso, o que o CMO deve entender e fazer só aumenta.

Ser CMO é mais sobre networking e gestão, do que sobre realmente entender de cada ferramenta. A mudança e a transformação deve ser conduzida pelo CMO, mas o CTO deve acompanhar para que ela vá adiante.

5# Palestra: The New Media Plan – Stand Facebook, com Pietro Novelli – Partner Marketing Facebook

Como usar dados sem romper as políticas de dados? Usando o IQ. É a forma de adquirir insights para campanhas com mais de 2 bilhões de pessoas e mais de 7 milhões de empresas.

Como o IQ pode ajudar?

  • Definindo objetivo
  • Gerando Insights
  • Insights to go (filtros de busca)
  • Crie campanhas para cada persona e conecte-se com elas
  • Quando sua audiência engaja com seu vídeo nos 3 primeiros segundos (melhor será o engajamento)
  • Teste suas campanhas
  • Planeje
  • Compre mídia (em 10 anos, o crescimento de pessoas que assistem TV sozinhas foi de 80%)
  • Mensuração e performance (o único jeito de crescer é errando).

6# Palestra: Instagram and the cultural convertion, com Ashley Yuki (Instagram)

O jeito que expressávamos nossos gostos, seja em roupas ou paredes dos nossos quartos, nos anos 90, eram formas de conversas, hoje fazemos isso online.

50% das pessoas usam a ferramenta explorar no Instagram.

  • TV = IGTV
  • Shopping = Insta Shopping

O Instagram quer ser um lugar seguro. O combate ao Bullying é uma das principais ferramentas e o objetivo do Instagram é colaborar com as denúncias e comentários restritos.

Repensar é fundamental! Quantas fotos você postou e pensou na história que está por trás das fotos e não no número de likes?

O Instagram tem como desejo se tornar cada vez mais parte da conversa e ser um lugar onde as pessoas querem estar.

7# Palestra: The new Creative, com Jeff Miller (Snapchat)

3 Diferenciais do Snapchat:

  • Fazer sentir é o mais importante
  • Camera First: o foco não é em texto e sim em imagens
  • Close Friends: são as pessoas que mais importam, não são seguidores, são amigos reais.

As marcas têm o direito de brincar dentro da plataforma. Hoje, são gravamos 250 milhões de minutos por dia com interações de filtros.

Cases que utilizaram o Snapchat pra gerar interação e utilizar a plataforma como canal principal. Clique nos nomes e confira, é demais!

Crie experiências imersivas e interativas. Pense primeiro na história e depois como a tecnologia vai te ajudar a contar!

Quer criar o seu filtro? Clique aqui!

Ufa, muita coisa aconteceu, né?

O dia foi incrível e cheio de experiências legais. O evento, por si só, já é incrível. Estamos curtindo cada momento, para aprender muito e claro, levar pro Brasil tudo o que está rolando na Europa!

É claro que nada disso seria possível sem os nossos patrocinadores: TudoAzul e Bradesco e nossos apoiadores: GetResponse, Global AD e KingHost.

Ah, amanhã tem mais DMEXCO 2019! o/\o

Quer receber a cobertura completa?

Para receber conteúdos exclusivos da cobertura DMEXCO 2019 no seu e-mail, preencha o formulário abaixo.

Talvez você possa gostar