Depois de um dia cheio de palestras no Web Summit, como tivemos no dia 06/11, chegamos prontos para absorver ainda mais conteúdo. Hoje, optamos por acompanhar o palco ContentMakers, onde o tema principal é a mídia e suas particularidades, como distribuição, futuro da mídia, maneira que o público a consome e tudo mais.

Agora, chega de introdução, vamos ver o que rolou nessa quarta-feira no Web Summit 2018?

Quem aí curte assistir uma Netflix no fim do dia?

É claro que enquanto você assiste a sua série, numa boa, mal pode imaginar a responsabilidade e o tamanho do trabalho que eles têm. Começamos o dia ouvindo o Greg Peters – Netflix, sobre como a empresa, com o auxílio da tecnologia, consegue compartilhar as histórias do mundo.

Para te ajudar a pensar no assunto, dá uma olhada nos números da Netflix:

São 137 milhões de usuários, sendo sua maioria dos EUA, mas não todos. Sendo assim, a empresa viu o potencial de entregar conteúdos que não fossem nativos dos Estados Unidos, mas também explorar a produção de filmes e séries estrangeiras. Você deve ter percebido esse movimento, principalmente com La Casa de Papel, que hoje é a série mais assistida na plataforma, que não traz a língua inglesa nativa.

A Netflix percebeu que deveria preencher este espaço e hoje, conta com 26  línguas disponíveis em legendas e 10 línguas disponíveis em áudio.

Ver Netflix é poder se sentir em casa e a tecnologia nos permite isso, ao conectar pessoas de diversos lugares do mundo, com as melhores histórias.

Como foi o primeiro dia de Web Summit 2018?

Você trocaria a sua série preferida para assistir a transmissão de jogos de video games?

A sua resposta pode até ser não, mas tem MUITA gente consumindo e produzindo este tipo de conteúdo atualmente. O Emmett Shear – Twitch no papo com Lara O’Reilly – The Wall Street Journal, contou que diariamente, dezenas de milhões de pessoas sintonizam o twitch.com e com esse grande número de acessos, a plataforma buscou maneiras de tornar esse entretenimento ainda melhor, com o uso de mídia voltada para a experiência.

As pessoas que acessam o Twitch, não são apenas expectadores de video games e sim uma comunidade que se reúne. As propagandas aqui não podem ser soltas, únicas, como nas mídias tradicionais. O objetivo é que a propaganda seja legal para quem assiste também, seja uma experiência positiva.

E essa é uma grande lição para os empreendedores: você possui um público ou possui uma comunidade? O que você entrega para essas pessoas, condiz com que elas significam para a sua marca?

É isso o que o evento faz com a gente, são rápidas palestras que nos deixam cheios de reflexões, dúvidas e questões para aplicar. Bom, mas seguindo o próximo papo foi com Jim Lanzone – CBS Corporation e Kurt Wagner – Recode.

Caso você não conheça, a CBS é uma empresa de conteúdo, informação e entretenimento online. Isso já nos dá uma ideia do tamanho da empresa e da quantidade de coisas que eles produzem, né? E o Jim nos trouxe algumas informações quanto à isso, como:

“Não fazemos conteúdos para todos, mas somos bons em alguns segmentos, como comédia.”

Isso mostra como é legal você saber qual é o carro chefe da sua empresa, qual é o seu produto que mais vende, quais são os preferidos? O Jim, por exemplo, contou que os Millennials consomem em média 3 serviços de streaming, isso é saber o comportamento do seu público.

Depois desse papo, chegou a hora de falar sobre criatividade e histórias, com Alexander Wang e Simon Lock.

Wang é estilista e trabalha com grandes celebridades, como Beyoncé, Janet Jackson e Michele Obama. Ele comentou durante o papo, como o trabalho com as mídias sociais facilitou para entender o que as pessoas usam, o que elas gostam e como elas veem a moda. Ele também explicou, como a inspiração está muito atrelada ao propósito de uma campanha (o que nos leva a outros papos que aconteceram no evento e que também reforçaram sobre o poder do propósito).

Em contrapartida, Wang trabalha com mídia fortemente, ao estar sempre rodeado de celebridades, ele gera uma disputa com outras marcas. É o poder que os influenciadores possuem (claro, em uma escala muito maior, tratando-se de celebridades globais).

O video game deixou de ser um jogo

Quando ouvimos Helen Chiang – Minecraft e ela explicou as mudanças e os impactos que a tecnologia ocasionou dentro do negócio, dá uma olhada:

Atualmente, existem milhões de pessoas que jogam o Minecraft e eles possuem um programa de parceiros na plataforma, que funciona da seguinte forma, segundo a explicação do site:

“Mais de 100 milhões de pessoas jogam Minecraft hoje e agora, com o Minecraft Partner Program, você pode fazer parte da criação de novos mundos e jogabilidade para este incrível público através da loja do jogo.”

Ou seja, eles não só reuniram toda a galera que curte o jogo, mas também criaram uma comunidade que colabora com a evolução e com a economia que gera a loja do jogo. Afinal, nada melhor do que os fãs da sua marca, contribuírem com suas mudanças e crescimento, né?

Como foi o segundo dia de Web Summit 2018?

Agora, pensa só sobre como deve ser contar histórias para o planeta inteiro?

Isso é o que a BBC faz e no papo entre Mike Gunton – BBC e Shalini Sharma – Prosperar Global eles falaram um pouco sobre isso.

A BBC tem como objetivo adicionar o nosso olhar humano para o mundo, não apenas mostrar a vida de diversas espécies ou a história por trás de um ecossistema. A ideia é adicionar esse olhar, afinal, nós vivemos nesse mundo e o que acontece com ele é nossa responsabilidade também.

Storytelling da vida real, nós vimos por aqui 🙂 Falando em storytelling, que tal aliar à realidade aumentada?

Foi este o tema da palestra do Eugene Chung – Penrose Studios, que trouxe pro pessoal sobre como funciona trabalhar com AR (uma tecnologia que está em crescimento) e aplicam essa tecnologia na indústria hollywoodiana, o que é um avanço incrível, levando em consideração a dimensão que as produções de Hollywood alcançam. Foi um papo para inspirar a indústria criativa, que aliada aos avanços tecnológicos, pode ir muito longe!

Confiança e impacto

Foi sobre isso que Dima Khatib – AJ + falou em sua palestra. Afinal, como um dos canais digitais líderes e de mais rápido crescimento, o AJ + alcança milhões diariamente em seus quatro idiomas: inglês, espanhol, árabe e francês? Nós sabemos a resposta: tecnologia + abordagem certa para o público certo.

Dá uma olhada nas ideias compartilhadas:

  • Precisamos causar impacto e fazer a diferença na vida das pessoas
  • A nossa história é a história do nosso público
  • Tecnologia é só o meio, o que importa é a mensagem e o impacto
  • Eu estou fazendo a diferença?

E com essas reflexões, vamos ouvir Christina Miller – Cartoon Network e Shalini Sharma – Prosperar Global sobre criar conteúdo viciante para as gerações.

Como criar o conteúdo certo? Que funcione? A Christina nos explicou que tudo isso deve ser embasado em pesquisas. Você conhece a geração que usa o seu produto atualmente? O que eles gostam? Quais são os comportamentos dessas pessoas?

Abrir o espaço para o conteúdo co-criado também funciona. Todos somos criadores de conteúdo, então, por que não criar junto com a marca que eu gosto? Christina também explica que levantar temas relevantes para a sociedade, como: bullying, traumas, entre outros assuntos, este é um espaço que devemos utilizar.

Tudo conta uma história, a questão aqui é você adaptar cada uma delas para a plataforma certa e também, para o público certo. Se o seu público são as crianças, lembre-se que você irá dialogar com os pais nas mídias sociais, conheça cada público 🙂

Depois de falarmos tanto sobre propósitos, vamos falar sobre um app fake que foi apresentado no Web Summit em 2017 e esse ano ele voltou com mais interfaces?

David Schneider – That Lot trouxe ao evento, na edição anterior, um app (falso) que funcionaria como a Siri dos relacionamentos. Como se você encontrasse alguém no app, lá você teria acesso a informações sobre as preferências dessa pessoa, como: tipo de comida que ela mais gosta, estilo musical, bebida que curte, enfim.

Assim, com as informações em mãos, você poderia conversar com a sua Siri cupido, para que ela te ajudasse a tomar decisões e seguir em frente nessa relação.

Esse ano, David conversou com Gail Heimann – Weber Shandwick e contou sobre as novidades do app, como por exemplo: uma loja dentro do app, para você comprar os mimos do seu amado ou amada <3

É um case sobre um produto que já faz sucesso e nunca foi utilizado de verdade!

Chega de romance, vamos falar sobre vídeos com a Shahrzad Rafati – Broadband TV?

Antes de mais nada, fique com esses números. Quanto tempo passamos assistindo vídeos?

  • 6h por dia
  • 1 semana por mês
  • 3 meses por ano

E você ainda tem dúvidas do crescimento desse formato de conteúdo? A Shahrzad explicou que até 2022, a monetização por download irá crescer e muito, mas que é importante você ter as suas metas e KPI’s bem definidos.

Lembre-se sempre de que a evolução chega, as mudanças dão vontade de seguir o fluxo, mas nunca se esqueça do seu propósito como marca.

Bilhões de pessoas desfrutam dos conteúdos da Viacom, o que será que aprendemos com eles durante esse papo entre Kelly Day – Viacom Digital Studios e Matthew Garrahan – Financial Times?

Antes de mais nada, defina o seu território (ou a sua plataforma) e a sua audiência, para aí sim, começar a criar o seu conteúdo. É a questão de você focar o seu objetivo e o seu trabalho, no que você realmente deseja atingir.

Como fazer para engajar com o seu público?

No caso da Viacom, eles estavam no Snapchat, então é lá que eles foram interagir. O que a empresa mostrou é como continuar em sua plataforma nativa, mas utilizar outros recursos que estão disponíveis para interagir com o público.

Isso mostra a versatilidade de uma empresa, que segue o fluxo com as transformações digitais, entende onde o seu público está interagindo e vai atrás. Fica a lição para todos nós, certo?

Podemos dizer que foi mais um grande dia, cheio de aprendizados no evento, né?

Além de tudo isso, fizemos uma Live do Rafa, super bacana com 3 convidados especiais. Conversamos sobre os insights do evento, a estrutura, as marcas e startups que estamos vendo por aqui. Clique aqui e assista a Live!

Amanhã teremos mais conteúdo nos nossos canais oficiais, se você ainda não nos segue no Instagram, clique aqui e fique por dentro de tudo o que tá rolando. Ah, teremos mais uma Live amanhã (08/11), não perca!

E que venha o último dia desse super evento que é o Web Summit o/

Ah, se você não sabe como viemos parar aqui, dá uma olhada nos nossos apoiadores e aproveita pra ficar por dentro dos canais deles também: Bradesco  e Grupo Cinco TI o/

Talvez você possa gostar