Cursos de Férias do Share



Os anúncios em redes sociais oferecem uma maneira eficaz de alcançar clientes, aumentar a receita e acompanhar o ROI de maneira muito precisa. Porém, antes de começar a exibir anúncios, você precisa identificar as principais métricas e aprender a acompanhá-las.

Não é realista pensar que uma campanha de publicidade social pode atingir as metas de um ano para uma empresa ou cliente, ou ajudar a solucionar problemas na ausência de uma estratégia sólida. É por isso que você deve iniciar qualquer campanha publicitária mapeando suas metas sociais para suas metas de negócios.

Você está apenas começando a fazer publicidade em mídias sociais? Ou já faz um bom tempo que realiza anúncios?

Neste artigo será abordada algumas das principais métricas para dar atenção em anúncios em redes sociais.


1 – CPA = Custo Por Ação

As principais maneiras de pagar por anúncios são: custo por impressão (CPM), custo por clique (CPC) e custo por ação (CPA).

Com o custo por impressão, você paga sempre que seu anúncio é visualizado. Essa pode ser uma abordagem cara que não leva necessariamente a nenhum tipo de conversão. O custo por clique é geralmente usado para anúncios gráficos; pois o anúncio pode ser visualizado milhares de vezes, mas só paga a menos que alguém clique nele. Isso é útil se estiver direcionando as pessoas para um conteúdo público (conteúdo que não exige que os usuários insiram um email ou outras informações para acessar o conteúdo).

Também temos o custo por ação, no qual paga apenas pelas ações selecionadas. Por exemplo, o custo por ação no Facebook inclui curtidas na página, Solicitações de ofertas, instalações de aplicativos para dispositivos móveis e cliques em links – e você pode selecionar as que são mais relevantes para sua campanha. Essa é a melhor abordagem se o desejo é que o público execute uma ação além de um clique, por exemplo, se está tentando convencer as pessoas a fazer download de conteúdo privado (o que requer um preenchimento de formulário), inscreva-se em um webinar on-line, ou baixar um e-book.

Existem duas grandes vantagens no custo por ação. Primeiro, você pode detalhar e pagar apenas por ações alinhadas às suas metas de campanha. Segundo, você pode acompanhar melhor os leads e os novos clientes otimizando as conversões, como preenchimentos de formulários ou downloads.


2 – CTR = Taxa de Cliques

Se você estiver exibindo anúncios de custo por clique, acompanhe a proporção de pessoas que viram o anúncio versus o número de pessoas que tomaram uma ação clicando.

A taxa de cliques (CTR) é determinada com base no número de cliques e na divisão por impressões. Por exemplo, se você tivesse nove cliques e 1.000 impressões, sua CTR seria de 0,9%.

Além de entender o sucesso de um determinado anúncio social, uma CTR melhor melhorará seus índices de qualidade e poderá reduzir seus custos. Quanto melhor o desempenho do seu anúncio, menor o custo.

Lembre-se de que deseja ver mais do que apenas cliques. Você também deseja entender como as pessoas estão interagindo com o conteúdo para o qual as envia. A taxa de rejeição, o tempo médio na página e as visualizações médias de páginas por visita ajudarão a entender se o conteúdo real para o qual você está enviando pessoas está alinhado com a promessa do anúncio social.

Essas informações podem ser analisadas no Google Analitycs do site, loja, landing page ou projeto pelo qual os anúncios estão direcionando o tráfego.


3 – Conversões

Uma conversão é definida como uma ação específica que você identificou para sua campanha, como compra, download, clique, inscrição, preenchimento de formulário ou download de um e-book.

Ao avaliar as conversões no seu anúncio, você pode entender melhor o ROI da sua campanha. Isso porque o que você está acompanhando está muito ligado a uma ação relevante para sua meta. Se sua meta é downloads de um e-book, é isso que você deve pagar (e acompanhar), não apenas o número de impressões ou cliques em um anúncio. Ao criar anúncios de CPA, é melhor configurar para rastrear conversões.

Mas e como acompanhar conversões?
Se seu anúncio estiver direcionando pessoas para seu site, página de destino ou conteúdo, você deverá usar parâmetros UTM em todos os seus links para anúncios. Os parâmetros do UTM permitem rastrear ações, compras e conclusões de meta para cada conteúdo publicado.

Usando o URL Builder do Google, você pode criar parâmetros UTM para os links nos seus anúncios. Certifique-se de preencher os parâmetros básicos:

Origem da campanha – utm_source – Identifica a origem do seu tráfego.

Meio de campanha – utm_medium – identifica o meio de marketing em que o link foi compartilhado.

Nome da campanha – utm_campaign – identifica a campanha específica associada a esse link.

Lembre-se de que você precisa do Google Analytics no seu site para acompanhar as conversões.

Tivemos uma edição do Feijão com Arroz só falando sobre o assunto caso você perdeu ela, ou quer reelembrar acesse:

Feijão com Arroz – #24 – Parâmetros UTM: O que são, utilidades e como usar (com exemplos)

LINK:
https://tudodeshare.com.br/blog/parametros-utm-o-que-sao-utilidades-e-como-usar-com-exemplos


4 – Fontes de Tráfego

Se você receber muito tráfego no site durante o período da campanha, isso é ótimo. Mas se você não sabe de onde veio o tráfego isso é nada bom, procure saber exatamente como as redes sociais contribuíram para o tráfego de um conteúdo, campanha ou ação.

É óbvio que você também deseja saber quais anúncios tiveram um bom desempenho e por quê, para replicar as fórmulas bem-sucedidas. Por exemplo, se você estiver executando uma campanha publicitária no Twitter, Facebook e Instagram e estiver direcionando pessoas para o mesmo conteúdo, desejará saber qual rede e anúncio enviou X número de pessoas para o site.

Mas e como rastrear suas origens de tráfego?
Se você estiver exibindo anúncios em vários canais (ou anúncios diferentes na mesma rede), use parâmetros UTM em seus URLs. Isso ajudará você a acompanhar o número de visitantes e a identificar quais anúncios foram bem-sucedidos.

Como dito no tópico acima, o Criador de URLs da campanha do Google permitirá que você adicione um URL exclusivo para poder acompanhar suas campanhas no Google Analytics. Para rastrear o tráfego proveniente de links personalizados, acesse o relatório “Origens de tráfego” no “Google Analytics” e clique em ORIGENS DE TRÁFEGO no menu esquerdo.


5 – Atividade de Tráfego

É importante saber como o seu anúncio social contribui para o tráfego geral do seu destino, como o seu site. Os picos de atividade podem mostrar o quão envolvente foi sua campanha, quantas visitas únicas / novas você teve e como são as taxas de conversão. Para entender melhor o significado do seu tráfego, analise-o no contexto de conversões, origens de tráfego e leads.

Mas e como rastrear o tráfego social?
Quando você faz login no Google Analytics, há uma visão geral do tráfego do seu site no painel principal. Para monitorar o tráfego durante o período real da campanha, ajuste as datas de acordo. Se você estiver executando uma campanha anual, é uma boa ideia fazer uma comparação ano a ano do período da campanha anterior ou se preferir outros períodos e métodos de comparações (meses, semanas, dias da semana, horários, etc).


6 – Tráfego Móvel

Uma boa parte das pessoas que se envolvem com conteúdo vem de um dispositivo móvel. É importante saber qual é o tráfego se é através de dispositivos móveis, qual é o comportamento deles e quais anúncios em redes sociais são mais adequados. Dessa forma, você pode planejar suas campanhas sociais para garantir que está segmentando as pessoas certas nos dispositivos certos. Você pode entender e rastrear visitas via celular, visualizações de página, taxa de rejeição, tráfego por origem e palavras-chave para mobile.

E como rastrear o tráfego para celular?
Você pode criar um painel para celular no Google Analytics. Isso permitirá que você visualize itens como tráfego para celular, taxa de rejeição, duração da visita e palavras-chave orgânicas. Para visualizar seu tráfego de celular, navegue até “Público”, selecione “Celular” e escolha “Visão geral”. Em seguida, selecione um período e selecione os dados que você deseja comparar para analisar.


7 – CPL = Custo Por Lead

Para relatar o retorno do investimento de qualquer campanha publicitária social, você precisa calcular o custo para adquirir um lead (CPL). Para determinar o CPL, basta dividir o gasto com anúncios pelo número de leads gerados durante o período da campanha.

Mas e como rastrear leads?
Uma maneira simples de rastrear leads de uma campanha social é usar seu anúncio social para direcionar as pessoas para o conteúdo que requer um preenchimento de formulário ou executar eventos que exigem inscrições. Se você estiver enviando pessoas ao seu site ou página de destino, use parâmetros UTM para poder identificar se os leads vieram da sua campanha.

Nem sempre anunciantes possuem o objetivo de Leads, mas a maioria deseja números de telefone, contatos de WhatsApp, e-mails entre outras formas de contato.


8 – Taxa de Conversão de Clientes

Se você quiser ir um passo além do rastreamento de leads, pode acompanhar o número de leads de seus anúncios sociais que se convertem em clientes. Isso vai além dos próprios anúncios sociais e ajuda a identificar onde seus clientes estão saindo e ou onde estão convertendo.

Mas e como acompanhar a taxa de conversão?
Ao criar e implementar um pixel do Facebook no seu site, você pode acompanhar as conversões por meio do código do pixel no site, loja etc. Não é complexo implantar o Pixel do Facebook, em breve teremos uma edição do Feijão com Arroz falando só do Pixel, mas até lá caso precisar o Guia de Pixel do Facebook fornece todas as etapas para instalar e como usar o Pixel.

LINK:
https://www.facebook.com/business/help/952192354843755

O Google Analytics também permite adicionar tags de acompanhamento de conversões nas campanhas para monitorar o que as pessoas fazem depois que clicam no seu anúncio. Se você configurar e definir metas no Google Analytics para seu site, poderá avaliar com que frequência as pessoas concluem ações específicas.

LINKS:
https://support.google.com/google-ads/answer/1722022?hl=pt-BR
e
https://support.google.com/analytics/answer/1012040?hl=pt-BR



POR FINAL:

Ao definir metas claras e saber quais métricas são importantes para sua campanha, você terá uma ideia melhor do que foi bem e como pode melhorar os anúncios futuros desde que faça algo com elas na prática. Você também terá dados mais concretos para provar o ROI dos anúncios em seus projetos e negócios.

Como já dizia o famoso físico-matemático William Thomson Kelvin: “Aquilo que não se pode medir não se pode melhorar”.




FEIJÃO COM ARROZ

O projeto tem por objetivo entregar conteúdos semanais sobre assuntos envolvendo marketing e comunicação.

Envie sugestões de temas e assuntos para serem abordados por nós!

Vamos compartilhar?
Seus amigos e conhecidos também poderão gostar deste conteúdo, indique para eles, é só inscrever-se no link: http://bit.ly/querofeijao

Formulário para inscrever-se:



MAIS?

Quer se alimentar de mais conteúdos super interessantes?
Acesse nosso blog: www.tudodeshare.com.br/blog

Perdeu edições passadas do Feijão com Arroz?
Após alguns dias o contudo é disponibilizado no blog em:
bit.ly/comerfeijao

Não gostou do conteúdo?
Então poderá achar interessante nossas sugestões de receitas que são bem diferentes do Feijão com Arroz!


LASANHA A BOLONHESA:


MACARRÃO GRATINADO NO FORNO:


MOSAICO DE GELATINA:



Cursos de Férias do Share

Talvez você possa gostar