Clique Aqui e saiba mais

Você provavelmente já ouviu falar dos links patrocinados e como eles são efetivos em uma estratégia de marketing digital, não é? Se a resposta é não, fique tranquilo que vou explicar da mesma forma 😉

O que são os links patrocinados?

De uma maneira geral, podemos dizer que os links patrocinados são anúncios e a forma mais conhecida de sermos impactados por eles, são através dos mecanismos de busca (conhecido popularmente como Google). A maior ferramenta para criação de campanhas de links patrocinados é o Google AdWords (que em breve, será chamado de Google Ads).

E é sobre o Google AdWords que vamos falar aqui. Você sabe por que ele pode ser tão importante para os seus resultados?

O AdWords é a maneira que nós temos de fazer publicidade dentro do Google e eu acho que não preciso te dizer porque é legal para a sua marca estar no Google, certo? O mais legal da ferramenta é o poder de segmentação que podemos ter dentro dela. São diversas formas de configurar um anúncio, para que ele apareça para as pessoas certas. Isso faz com que a sua marca apareça de forma “mágica” para usuários que são os seus possíveis clientes. Legal, né?

Como funciona?

O AdWords oferece anúncios em momentos de alto interesse, o que é uma inteligência incrível. Assim, você pode utilizar várias segmentações para que os anúncios façam uma entrega ainda mais eficaz e é disso que a gente gosta, principalmente quando envolve investimento.

Uma dica para aprender e entender mais sobre a ferramenta, é acompanhar o canal do YouTube AdWords Brasil 😉

Agora, dá uma olhada nas diversas formas de segmentar o seu anúncio no Google AdWords:

1) Palavras-chave

Uma das formas mais conhecidas para se configurar um anúncio é através de palavras-chave. Assim, o seu anúncio será exibido para as pessoas que realizarem alguma busca no Google utilizando termos segmentados, ou então, quem já visitou algum site sobre o mesmo assunto relacionado.

2) Por público-alvo

Assim é possível exibir os anúncios para as pessoas com possível interesse, mesmo quando elas estiverem em outros sites ou aplicativos, que não tenham relação com o seu produto ou com a sua marca. É uma ótima opção para segmentar de acordo com o comportamento.

3) Canais

Você pode escolher um tópico específico e os anúncios serão exibidos em diversos sites sobre este tópico. Você pode selecionar quais são os endereços mais acessados pelo seu público-alvo e assim, exibir o seu anúncio nesses locais. Legal, né?

4) Local

Você pode escolher onde os seus anúncios aparecerão. Por exemplo, você pode escolher: mecanismos de pesquisa e sites pessoais (como blogs). Ou seja, mais um aspecto que você pode escolher de acordo com o comportamento do seu público.

5) Informações do público

Você pode escolher a idade, localização geográfica e o idioma das pessoas a serem impactadas pelo seu anúncio.

6) Frequência

Você sabia que os anúncios podem aparecer em determinados dias da semana e horários específicos? Você pode selecionar a frequência de exibição deles.

7) Dispositivos

Sim! Você também pode segmentar a partir dos dispositivos, como: computador, notebooks e smartphones.

Ufa, a nossa listinha acabou, mas o número de ideias que começam a surgir ao pensar nas campanhas, não param, né? Podemos ver que existem inúmeras formas de segmentar um anúncio na ferramenta, isso é legal para que você crie os seus testes e possa verificar aos poucos o que dá certo para o seu público e para o seu serviço.

O ideal é que você monitore com frequência (essa parte é bem importante) os seus anúncios, para fazer as mudanças necessárias e ir buscando os melhores resultados.

Falando em Google AdWords, já ouviu falar do nosso curso específico para a utilização da ferramenta?

SIM, o Share tem o curso Adwords. Agora você pode aprender com a mão na massa, como trabalhar com a ferramenta de forma estratégica e atingir as pessoas certas, já pensou?

 Clique aqui e Inscreva-se para o Adwords 😉


Clique Aqui e saiba mais

Talvez você possa gostar