Clique Aqui e saiba mais

Com o Google cada vez mais priorizando o conteúdo para celular nos resultados de pesquisa como parte de sua mudança para ‘mobile-first’, nunca foi tão importante criar conteúdo otimizado para celular.

Com mais da metade de todo o tráfego da web vindo de dispositivos móveis, os dispositivos menores presente em nossas vidas são a prioridade quando se trata de otimização de conteúdo. As expectativas do usuário mudam conforme eles mudam de dispositivo e a pesquisa do Google descobriu que 75% dos usuários de smartphones esperam obter informações imediatas ao usarem seus telefones.

Então neste artigo vamos tratar seis pontos para se focar para a criação de conteúdo compatível com dispositivos móveis.



1 – Títulos eficazes

Não é segredo que os títulos H1 são um dos fatores mais fortes de classificação na página, tal ponto que John Mueller do Google reforçou em uma sessão recente da Central de webmasters do buscador. No entanto, como acontece com a maioria dos fatores relacionados a SEO, eles também desempenham um papel crucial de UX para os usuários que se envolvem com seu conteúdo e isso começa no momento em que sua lista aparece nas SERPs (resultados de buscas).

O título do seu conteúdo é um dos maiores fatores decisivos para os usuários clicarem no seu site. No celular, você só tem espaço limitado para trabalhar e costuma ver os títulos cortados ou incompletos nas páginas de resultados porque são simplesmente muito longos.

Para exemplificar, temos uma imagem, print de uma busca, você pode ver como é a listagem de um de nossos artigos do Feijão com Arroz que prioriza o celular nas SERPs do celular.

Sempre procuramos otimizar nosso título para garantir que seja totalmente visível para usuários de celular, para que possam entender exatamente do que se trata nossa página e tomar uma decisão informada e então clicar para acessar.

Para se ter um título com conteúdo compatível com dispositivos móveis, você deve tentar criar títulos com no máximo 60 caracteres. Alguns caracteres ocupam mais largura do que outros, então você precisará verificar como eles aparecem nas SERPs depois que seu conteúdo for ao ar.

No exemplo abaixo um título que não foi otimizado, acabou aparecendo cortado nos resultados, precisará ser otimizado, veja o print:



2 – Limpar e otimizar as URLs

URLs claras são importantes para todos os dispositivos e você deseja fornecer aos usuários (e mecanismos de pesquisa) URLs descritivos que comunicam informações úteis sobre o seu conteúdo. Você trabalhou muito para otimizar seu título para dispositivos móveis e deve usar o mesmo título em seu URL, separando cada palavra com hífens.

Esses títulos curtos para celular são perfeitos para criar URLs para celular.

A estrutura do URL também é importante. Você não quer datas ou números estranhos que não fornecem nenhum significado contextual para os usuários. Em vez disso, seus URLs devem incluir as categorias relevantes para fornecer dicas de navegação sobre onde sua página se encaixa em seu site.

Por exemplo, o URL de uma postagem de blog deve ser semelhante a este:

www.seusite.com.br/blog/titulo-do-post-sobre-facebook

Muito melhor que um site que não possui otimização das urls, exemplo:
www.seusite.com.br/post=id?328967123908976

Já o URL da página de um produto de uma loja virtual pode ser mais parecido com este:

www.seusite.com.br/categoria/sub-categoria/produto-tal

Agora, dependendo do comprimento do seu nome de domínio e URLs, o Google pode mostrar URLs nas SERPs móveis para ajudar a comunicar a localização de navegação de sua página. Isso fornece mais contexto para os usuários entenderem em que tipo de conteúdo eles estão clicando para ver, tudo o que os ajuda a escolher o melhor conteúdo para eles.

Na versão de buscas pelo navegador estas informações aparecem mais completas, veja o print:



3 – Vá direto ao ponto

Os visores móveis deixam você com espaço limitado para trabalhar e a maior parte dele é rapidamente ocupada por texto, uma vez que você mantém tamanhos de fonte legíveis. Grandes pedaços de texto se tornam sessões de rolagem intermináveis, o que não ajuda suas perspectivas de envolver os usuários e obrigá-los a agir.

Para conteúdo compatível com dispositivos móveis, você realmente precisa ir direto ao ponto e confirmar se os usuários acessaram a página certa nos primeiros segundos. Claro, isso significa que você precisa começar certificando-se de que a velocidade de sua página para celular é rápida o suficiente para carregar o conteúdo rapidamente e, então, você deve causar uma boa impressão nos primeiros parágrafos.

Use subtítulos para definir os pontos principais de seu conteúdo e tornar sua página “escaneável” para que os visitantes possam resumir rapidamente as informações e, em seguida, ler para obter mais detalhes. Além disso, use imagens para reforçar as mensagens principais de sua página para fornecer dicas visuais sobre sua mensagem. Acima de tudo, certifique-se de que cada frase na página agregue algo de valor e dê aos usuários um motivo para continuar a navegar, ler e se envolver.



4 – Parágrafos curtos

Com o espaço da tela um tanto restrito em dispositivos móveis, mesmo parágrafos mais curtos se agrupam em blocos maiores de texto que podem dominar a exibição. É uma boa prática dividir seu conteúdo com parágrafos curtos e muitos espaços em branco para todos os dispositivos.

Use muitos parágrafos curtos e marcadores para dividir suas páginas e direcionar a atenção do leitor através de seu conteúdo. Use cabeçalhos de acordo para destacar os pontos-chave de sua mensagem, permitindo que os usuários digitalizem sua página e tornem mais fácil para eles consumirem as informações em sua página.



5 – Apelos à ação claros

As páginas com metas de conversão importantes correm o risco de ter CTAs empurradas para baixo à medida que o conteúdo se adapta a telas móveis. Isso é algo que você deve levar em consideração na fase de design para garantir que suas frases de chamariz sejam proeminentes e claras em todos os dispositivos.

Preste muita atenção ao texto em seus CTAs porque ele vai aumentar em dispositivos móveis, o que pode afetar a clareza e o impacto visual de seus apelos à ação.

Outro ponto crucial é certificar-se de que os usuários possam concluir a ação em seus CTAs com o mínimo de atrito. Por exemplo, o preenchimento de formulários em dispositivos móveis levanta uma série de questões de experiência do usuário e pontos de atrito que não são tão problemáticos no desktop.



6 – Otimize seu conteúdo

O SEO é cada vez mais importante com a indexação mobile-first entrando em vigor e o Google lançando um novo sinal de classificação, chamado de experiência de página, que torna fatores como tempos de carregamento e tempo de resposta de elementos de IU um sinal mais forte em seu algoritmo de classificação.

Esses são aspectos de desempenho que só se tornam mais importantes no celular, mas também mais desafiadores para otimizar.

Ao mesmo tempo, você também precisa estar atualizado sobre os fundamentos. Meta descrições, títulos de páginas e títulos devem ser criados com dispositivos móveis em mente, prestando atenção especial para garantir que sejam totalmente visíveis, sem nenhum texto cortando informações importantes.

Da mesma forma, imagens e vídeo são alguns dos elementos com mais recursos em suas páginas, e otimizar o conteúdo visual para reduzir as solicitações do servidor e os tamanhos dos arquivos é especialmente importante em dispositivos móveis onde as conexões e velocidades da Internet são imprevisíveis.


Então já sabe, se você vai criar conteúdos ou até otimizar já existentes considere algumas ou todas as dicas deste artigo, para que os resultados sejam ainda melhores.





FEIJÃO COM ARROZ

O projeto tem por objetivo entregar conteúdos semanais sobre assuntos envolvendo marketing e comunicação.

Envie sugestões de temas e assuntos para serem abordados por nós!

Vamos compartilhar?
Seus amigos e conhecidos também poderão gostar deste conteúdo, indique para eles, é só inscrever-se no link: http://bit.ly/querofeijao

Formulário para inscrever-se:




MAIS?

Quer se alimentar de mais conteúdos super interessantes?
Acesse nosso blog: www.tudodeshare.com.br/blog

Perdeu edições passadas do Feijão com Arroz?
Após alguns dias o contudo é disponibilizado no blog em:
bit.ly/comerfeijao

Não gostou do conteúdo?
Então poderá achar interessante nossas sugestões de receitas que são bem diferentes do Feijão com Arroz!


MACARRÃO PIZZA:


PÃO PIZZA:


TORTA DE LEITE NINHO E NEGRESCO:



Clique Aqui e saiba mais

Talvez você possa gostar