Clique Aqui e saiba mais

Durante a pandemia, vimos o e-commerce crescer e agradar novos compradores. Conforme pesquisa divulgada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) em parceria com o Movimento Compre&Confie, o faturamento do setor alcançou a marca de R$ 41,92 bilhões em agosto. O número se refere ao faturamento somado desde janeiro deste ano.

Quem não estava inserido neste cenário, precisou se adaptar, e agora a principal forma de venda dos varejistas são os e-commerces. Esse canal não serve apenas para vendas, mas também para apoio e informação para os consumidores. Tudo isso exige um equilíbrio delicado, mas nada é impossível! Por isso separamos 5 passos essenciais para você manter uma estratégia eficiente para o seu e-commerce em meio a pandemia. 

1. Configurar as ferramentas necessárias

Caso você ainda não possua um e-commerce, mas deseja começar a vender online, existem algumas ferramentas importantes que você precisa estar atento. A primeira delas, claramente, é a plataforma de e-commerce escolhida. Isso porque, além das vendas, esta plataforma também fará parte de todos os processos essenciais para que a loja virtual funcione corretamente e se mantenha ativa.

De maneira geral, a plataforma de e-commerce, o ERP, o intermediador de pagamentos e frete/envio devem ser configurados antes de inaugurar a loja:

Plataforma de e-commerce

Ao escolher uma plataforma de e-commerce, é preciso considerar mais do que benefícios e valores, mas se ela é capaz de acompanhar seus objetivos e crescimento. Alguns fatores importantes no momento de escolha são: 

  • Recursos e funcionalidades disponíveis: você pode fazer uma lista do que considera indispensável para o seu negócio e avaliar as possibilidades. É importante verificar os recursos, tanto de front end (parte que fica visível para os consumidores) quanto de back end (gestão por trás da sua loja virtual). Pense também na parte visual do seu site (cores, fontes, botões, menus, imagens, etc). 
  • Capacidade do servidor: uma disponibilidade maior para processamento de informações, diminui as chances do seu e-commerce sair do ar.
  • Pagamentos: uma loja virtual estruturada também oferece opções diversificadas de pagamentos aos clientes, o que torna seu e-commerce muito mais atrativo.

ERP

O ERP é um sistema que auxilia e facilita a administração de todos os processos que envolvem um negócio. Nele você poderá acessar informações sobre estoque, vendas, cadastro de clientes, fluxo financeiro entre outras funções. Mas para o resultado ser satisfatório é preciso avaliar alguns aspectos antes:

  • Faça um levantamento interno: entenda as necessidades de cada área da empresa e mapeie o funcionamento dos processos. Assim, você saberá quais recursos você precisa da plataforma. 
  • Pesquise os fornecedores: procure referências de cada fornecedor e tente conversar com empresas que já utilizam o sistema para saber quais são os principais pontos positivos e negativos. 
  • Planeje a implantação: depois de achar o sistema ideal para sua empresa, vem a fase de implantação! É preciso se planejar para não ocorrer imprevistos nessa etapa, pois a forma de administrar seu negócio vai mudar, e todos os envolvidos precisam estar preparados para lidar com a novidade.

Intermediador de pagamentos

A forma de pagamento é uma das questões mais importantes da sua loja virtual, por isso, é preciso analisar com bastante cautela todas as opções de sistemas disponíveis para e-commerces no mercado:

  • Intermediadores de pagamento: são instituições que realizam todo o processo de pagamento para o lojista. Dessa forma, você não precisa se filiar à cartões e bancos, pois é o intermediador que fica responsável por armazenar os dados dos clientes, validar a transação, verificar se a compra é aprovada ou não e repassar o valor ao lojista do e-commerce.
  • Gateways de pagamento: são como maquininhas de cartões, passando os dados de pagamento com a finalidade de concluir a compra. Com esse sistema, é preciso que o lojista virtual tenha contrato com o gateway escolhido e também com os bancos e adquirentes do cartão, além de ser responsável pela aprovação da compra, formas de parcelamento e análises antifraude.
  • Integração com adquirente: neste sistema não há intermediários. O contrato é feito diretamente com o adquirente do cartão e não possui custos operacionais como os gateways e intermediadores. É importante verificar se você terá tempo, suporte técnico e estrutura, por exemplo, para oferecer esse tipo de pagamento.

Intermediador de frete

Para contratar esse serviço e obter os resultados esperados, é necessário ter alguns cuidados, tais como:

  • Levantamento das necessidades: é fundamental detalhar as principais necessidades da empresa, incluindo cronogramas, trajetos, frequência de saídas, volume das cargas e prazos de entrega.
  • Agilidade dos processos: agilidade é indispensável. A empresa intermediadora precisa ter processos e rotas otimizados e, também, com planos de contingência para contornar situações que envolvam quebras, imprevistos e urgências.
  • Custo-benefício: os valores não devem ser os únicos fatores considerados, é preciso avaliar também a qualidade dos serviços somados a isso.
  • Eficiência: é necessário observar a capacidade de atendimento, os preços cobrados, o cumprimento dos prazos, as facilidades oferecidas e a tecnologia embarcada.

 Após isso, as ferramentas de marketing que irão auxiliar no crescimento do negócio

2. Identificar e priorizar os desafios do seu negócio

É importante fazer um diagnóstico do que o seu negócio precisa. Por mais que a sua equipe possa estar soterrada de pedidos, não é possível resolver tudo ao mesmo tempo. Por isso, avalie os aspectos que possam estar prejudicando ou causando impacto negativo na experiência dos seus clientes e, depois, dedique-se às correções que possam melhorar sua performance. 

Você pode considerar alguns aspectos importantes como a performance do seu site, seus canais de atendimento e de marketing, otimização de promoções, volatilidade no tráfego e volume de transações. Foque e priorize o que possui maior potencial de impacto e, em seguida, defina suas metas e como medir seu sucesso. 

3. Otimizar a velocidade do seu site

Com o aumento das vendas online e cada vez mais pessoas comprando e utilizando a internet, é primordial que o seu site suporte esse aumento de volume. Confira as dicas abaixo para garantir que sua loja virtual esteja otimizada:

  • Cheque regularmente a velocidade do seu site usando ferramentas como o Teste Meu Site e o PageSpeed Insights. Com elas você encontrará resultados e insights do que pode ser melhorado no seu site para acelerá-lo. 

O Teste Meu Site traz diversos insights para otimizar a velocidade do seu site. Na página inicial, você insere a URL que deseja analisar, em seguida, ele apresenta um relatório completo daquele endereço. Além disso, a plataforma já oferece recomendações para você melhorar a experiência do usuário, suas conversões e de personalizações. 

O PageSpeed Insights analisa páginas individuais. Da mesma forma que o Teste Meu Site, você insere a URL da página e a plataforma oferece um diagnóstico completo para você analisar. Além disso, ela também já aponta as oportunidades de melhoria. 

  • Você pode adotar métodos simples de cache HTTP para melhorar os tempos de carregamento para os usuários recorrentes, assim reduz o peso no servidor com mudanças mínimas. 
  • Ao comprimir as suas imagens, você também auxilia na rapidez do seu site. O ILOVEIMG e o Smallpdf fazem isso de forma rápida e gratuita. 
  • Implemente o font-display swap (troca de apresentação de fonte) para que os clientes possam ler o texto do seu site mesmo que a fonte primária da página não carregue rápido o suficiente.
  • As tags que não são utilizadas podem ser apagadas do seus gerenciadores. Limpe os códigos de CSS e JS que estejam “inchados” e remova outros recursos sem utilidade.

4. Garantir que seu processo de pagamento seja rápido

De acordo com o Think With Google, 76% dos usuários de smartphone têm mais chance de comprar de empresas cujos sites mobile ou aplicativos permitem compras mais rápidas. Por isso, é muito importante que o seu check out seja rápido e sem fricção. 

A personalização é uma ótima solução para isso. Você pode guardar informações de compras ou itens acessados recentemente. Portanto, a estrutura da sua loja virtual precisa entregar a melhor experiência possível para o cliente e evitar esses percalços no momento de pagamento da compra.

5. Ofertar produtos e promoções mais relevantes

Com o fechamento de muitas lojas e a ascensão dos delivery’s e compras em lojas virtuais, a rotina dos consumidores foi transformada e suas prioridades também se alteraram. E a sua oferta é relevante para essa nova realidade? Os produtos auxiliam os consumidores? É essencial ficar de olho em como os itens estão dispostos no seu site, se os seus clientes conseguem encontrá-los de forma fácil, se os produtos relevantes estão destacados. 

Bônus: Fidelização

Um cliente fidelizado é um cliente que compra com recorrência! Ele conhece a qualidade do produto ou do serviço, por isso indica o seu negócio para outras pessoas. Mas como fazemos isso?

  • Em primeiro lugar, o seu site precisa ser seguro, rápido, intuitivo, com layout responsivo e que gere uma boa experiência ao usuário.
  • As descrições dos produtos precisam ser completas, claras, interessantes e, se possível, utilizando mais de um formato de conteúdo (texto, foto e vídeo).

Como por exemplo, no site do Share, você encontra nas páginas dos cursos online diversos elementos como textos explicativos, ícones, imagens e vídeos das aulas:

  • Um atendimento de excelente faz toda a diferença! Tire dúvidas dos clientes, crie uma página de FAQ para facilitar o acesso, tenha uma equipe de suporte treinada e não esqueça de utilizar outros canais para atender o consumidor (redes sociais, Whatsapp, telefone e Reclame Aqui). 
  • Descreva a política de privacidade do site e implemente regras para trocas e devoluções de mercadoria. Deixe esses materiais visíveis e de fácil acesso para os usuários.

Em resumo, entregue uma experiência de compra que satisfaça o seu cliente. Além de ter um bom site, procure surpreendê-lo a cada passo e, principalmente, resolver o que ele procura. Com esse passo a passo, você já pode implementar estratégias eficientes ao seu negócio e enfrentar os desafios da pandemia! 


FEIJÃO COM ARROZ
A nossa newsletter que tem por objetivo entregar conteúdos semanais sobre assuntos envolvendo marketing e comunicação.
Clique aqui e envie sugestões de temase assuntos para serem abordados por nós!


Vamos compartilhar?
Seus amigos e conhecidos também poderão gostar deste conteúdo,indique o Feijão com Arroz para eles, é só inscrever-se no link!

MAIS?

Quer se alimentar de mais conteúdos super interessantes?Acesse nosso blog: www.tudodeshare.com.br/blog

Não gostou do conteúdo?
Então poderá achar interessante nossas sugestões de receitas que são bem diferentes do clássico Feijão com Arroz!

Espaguete com molho pesto: aprenda a fazer massa IRRESISTÍVEL

Lasanha de Berinjela

Churros caseiro mais fácil da vida

Perdeu edições passadas do Feijão com Arroz?

Acesse e confira as edições anteriores: bit.ly/comerfeijao


Clique Aqui e saiba mais

Talvez você possa gostar

Leave a Reply