Clique Aqui e saiba mais

O LinkedIn pode ser uma ferramenta poderosa para fechar negócios, mas poucas pessoas sabem como explorá-lo da melhor forma. Um olhar comum dos usuários no LinkedIn é de que a rede proporciona a chance de você ter um currículo online. O que não deixa de ser uma verdade, mas a rede é muito mais do que isso.

Como acontece o processo de fechar um negócio, fechar uma parceria?

Existem muitas respostas para essas perguntas, mas o foco aqui é descobrir como o LinkedIn pode ser uma ferramenta que te ajude em resultados reais. É claro, que cada estratégia irá funcionar de uma forma, de acordo com o seu segmento a rede poderá proporcionar resultados diferentes. Então, mãos à obra!

Partindo do princípio: você já tem um perfil no LinkedIn?

O Brasil é o 4º país em usuários no mundo, com mais de 35 milhões de pessoas no LinkedIn. É um número bem expressivo, mas sem dúvidas, poderia ser maior.

Bom, se você já tem o seu perfil, temos um primeiro passo. Se você ainda não tem um perfil criado, pode começar agora mesmo. A rede é bem intuitiva e fácil de usar, em poucos minutos você se torna um usuário ativo.

Pronto, agora é a hora de criar conteúdo, se relacionar e fechar grandes parcerias.

#1 O seu perfil é a sua vitrine

Antes de pensar sobre a vitrine do seu negócio, como está a sua? O seu perfil está completo? Você deixa claro para os usuários os seus dados? Existem algumas informações que são super importantes dentro da rede, como por exemplo:

  • Onde trabalha?
  • Onde já trabalhou?
  • Bio (quem é você, o que você busca, como você se apresenta)
  • Suas habilidades
  • Os cursos que já fez
  • Os projetos que já criou
  • Sua formação

Toda a sua vida e trajetória profissional, pode ser colocada no perfil.

#2 A sua foto também é importante

A foto pode ser um simples detalhe em uma rede social, mas quando se trata de uma rede voltada para networking, negócios e oportunidades, a sua foto é importante. Não estou dizendo que precisa ser uma foto de terno e gravata, não! Pode ser uma foto bem simples, mas que seja bacana, mostre bem quem você é.

#3 O seu conteúdo é a sua marca

O que você produz dentro do LinkedIn, diz muito sobre a sua postura profissional. Afinal, é uma rede voltada para profissionais e para o mercado de trabalho. Por isso, tudo o que você posta, escreve, comenta, diz sobre quem você é e onde você quer chegar.

Aproveite essa oportunidade para criar conteúdos que atraia pessoas de forma estratégica. O seu conteúdo pode dizer sobre o seu segmento, sobre o que você faz, sobre os problemas que você soluciona.

#4 Artigos trazem relevância

O tópico acima nos mostra a importância de produzirmos conteúdo de qualidade e os artigos dentro do LinkedIn são uma ótima ferramenta. Os artigos são produzidos no perfil pessoal, o que não deixa de ser um problema. Afinal, o seu perfil também pode falar sobre sua marca, seus projetos, seus produtos. A ideia é criar conteúdo pessoal, que fale sobre o seu segmento. Assim, você irá construir a sua marca pessoal e também reforçar a força da sua empresa.

O artigo pode ser compartilhado na Company Page da empresa (ainda vamos falar sobre isso), que irá ajudar no alcance.

#5 Company Page

A Company Page é a página comercial da sua empresa, dentro do LinkedIn. Assim como temos as páginas comerciais, dentro do Facebook. O formato é bem parecido, os usuários podem seguir a sua empresa e acompanhar os conteúdos que a marca posta alí dentro.

Uma dica aqui, é usar o seu perfil pessoal para ajudar a Company Page a alcançar mais pessoas do seu nicho. Afinal, no início da sua Company Page, provavelmente apenas os usuários do LinkedIn que realmente possuem um vínculo com a empresa, irão acompanhar os conteúdos.

Este é o grande desafio de uma marca no LinkedIn, usar todas as estratégias possíveis, para alcançar novas pessoas. Se a sua Company Page não tem um grande alcance, use estratégias no seu perfil pessoal, que ajude a alavancar a sua marca.

Já pensou em fazer um curso específico de LinkedIn? Clique aqui e dê uma olhada no curso do Share 😉 

#6 LinkedIn não é só vaga de emprego

Realmente o espaço dos profissionais de RH dentro da rede é super bem utilizado. Muitas pessoas usam o LinkedIn em busca de novas oportunidades, mas isso não significa que a rede serve apenas para busca e oferta de emprego. Há um grande espaço para divulgação de novos projetos, lançamentos de campanhas, conteúdos institucionais e muito mais.

#7 Mídia Paga

Sim, o LinkedIn também possui um grande espaço para mídia paga (assim como as outras mídias sociais). No LinkedIn, você consegue obter resultados mais específicos, sabe o motivo? Dados.

O LinkedIn possui dados expressivos, como: cargo, onde trabalha, onde já trabalhou, cidade, habilidades, quais marcas você acompanha, entre outras informações. Isso faz com que, se um dia você quiser atingir um CEO de determinado segmento, você consiga. Pagando bem, que mal tem, né?

#8 Relacionamento é estratégia

O LinkedIn é uma rede social que inspira o networking e o relacionamento. A partir do momento que usamos a rede, entendemos que está tudo bem adicionar pessoas do seu segmento, enviar mensagens e trocar ideias profissionais. O LinkedIn tem esse objetivo mesmo.

Exemplo: assistiu uma palestra de um profissional e achou super bacana, gostou do conteúdo? Adicione este profissional na rede e mande uma mensagem. Se apresente, diga que curtiu a palestra e que gostaria de ser uma conexão.

Pronto, é um simples ato, que colabora com o seu relacionamento dentro do LinkedIn. Assim, você pode acompanhar novas pessoas, novos conteúdos e novas oportunidades.

#9 Vender é um talento, mas vender sem ser chato é essencial.

Quer vender mais no LinkedIn? Foque em soluções. A questão é você não pensar tanto em vendas e sim em como você pode ajudar o seu público. Como você pode criar um conteúdo legal, que fale sobre as soluções que a sua marca oferece e de uma forma realmente atrativa?

Por isso a sua produção de conteúdo dentro do LinkedIn é tão importante. Assim você poderá vender o seu negócio, sem ser o chato da história.

#10 Quando foi a última vez que você publicou?

Já ouviu aquele papo de que quem não é visto, não é lembrado? Então, quando se trata de mídias sociais, frequência é coisa séria. Ser ativo no LinkedIn irá contribuir muito para aumentar o seu alcance na rede.

Como pode ser um usuário ativo dentro do LinkedIn?

  • Com os comentários
  • Com as publicações
  • Com os artigos
  • Ao adicionar pessoas
  • Ao enviar mensagens

Viu? São 10 dicas simples, mas muito eficazes para que o seu LinkedIn se transforme (tanto para o seu marketing pessoal, como também para o marketing da sua marca). Pequenas estratégias podem te ajudar a transformar a forma de usar a rede em uma ferramenta eficaz.

Ahh, não esqueça de calcular o seu SSI. O SSI é a pontuação do seu perfil pessoal e você pode fazer a análise aqui. Neste site, você consegue ver exatamente onde pode melhorar o seu trabalho e a eficácia do seu perfil.

Não se esqueça, que tudo isso são dicas que podem funcionar ou não. Eu não sei qual é o seu público, com o que você trabalha, mas eu acredito que o LinkedIn poderá te ajudar 😉

Boa sorte!


Clique Aqui e saiba mais

Talvez você possa gostar