9 dicas para montar uma boa proposta de investimento

Montar uma boa proposta comercial é fundamental na hora de negociar com clientes. Durante o processo de venda existem vários passos e é na proposta que o cliente recebe todas as informações sobre o serviço que ele pretende adquirir – estão incluídas nessas informações: escopo do trabalho, valores e prazo de entrega.

Fazer um bom documento é essencial para conseguir novos clientes e deixar claro tudo aquilo que você faz, o que não faz e os seus termos. É o momento de deixar seu posicionamento claro para evitar problemas futuros por falta de comunicação.

Apesar da proposta variar de acordo com o seu negócio, existem alguns pontos em comum que são importantes. Separamos algumas dicas para você:

1. Informações na primeira página:

Na “capa” da sua proposta de investimento é importante ter seu nome ou logo, seu site, o que você faz, a data do documento, um título e o nome do cliente. 

2. Introdução

Na introdução, insira um texto que apresente o seu posicionamento – explicando com clareza e de forma assertiva o que você faz, para quem faz e sua experiência na área. O texto não precisa ser longo, mas é importante colocar sua personalidade!

3. Menos é mais!

Na dúvida, fundo branco e texto preto. Caso tenha uma identidade visual bem definida, você pode personalizar, só tome cuidado para não dificultar demais a leitura! 

4. Descrição

No descritivo, é a hora de explicar o que você faz. Nesse momento, é importante usar palavras fáceis de forma que seu cliente compreenda. Cuidado com os termos complexos que fazem parte da sua área! Essa é a hora de simplificar.

5. Objetivo

No objetivo do projeto você vai deixar claro os problemas que seu cliente apresentou quando entrou em contato com você. A ideia é mostrar a transformação real que seu trabalho pode oferecer.

6. Orçamento

Na hora de apresentar o seu valor, você pode descrever o escopo do seu trabalho (o que você vai fazer, quanto tempo vai demorar, quantos encontros terão) e sua proposta de investimento. Sempre trate como investimento, porque é isso que o seu cliente está fazendo na empresa dele ao contratar: investindo em melhorias!

7. Valores

O ideal é apresentar o formato de pagamento parcelado, para não assustar o cliente com o valor cheio! Todavia, a forma de parcelamento dos projetos depende muito do seu formato de precificação e dos seus serviços.

8. Termos e condições

No final da proposta é fundamental apresentar os termos de serviço, as condições, o que ocorre quando é solicitado cancelamento e a validade da proposta. Tudo que precisa ser alinhado de expectativa entre sua prestação de serviço e o cliente precisa ser deixado claro aqui.

9. Conclusão

Ao concluir, você pode inserir alguma frase ou chamada final para ação da forma que você se expressa. “Vamos tomar um café?” ou “Vamos trabalhar juntos?” são maneiras interessantes de encerrar o documento de forma amigável.

Agora que você já aprendeu quais são os principais pontos que fazem parte de um bom modelo de orçamento, disponibilizamos para você um template incrível para facilitar ainda mais o seu trabalho! Faça o download e aproveite!

[activecampaign form=84]

Compartilhe:

Isadora Machado
Há oito anos trabalho com narrativas de conteúdo e posso dizer que foi amor à primeira vista. De Redatora a Community Manager, pra Gerente de Projetos e Planejamento, passei por diferentes áreas e segmentos com o objetivo de ter uma visão mais global dos processos. Hoje atuo como Head de Conteúdo da Sandálias Ipanema, pela Buena Onda, e posso dizer que a melhor parte desse universo são as conexões e trocas desenvolvidas com um time que vibra na mesma frequência – sempre em busca do que pode tornar esse processo ainda mais leve, divertido e com resultado  Acompanhe a Isa: Instagram | Linkedin
1

Comentários