Clique Aqui e saiba mais

Pesquisas da área de neuromarketing apontam que até 95% das decisões de compras das pessoas são tomadas no nível subconsciente do cérebro. Por isso, é necessário que o profissional de marketing crie estratégias que atinjam não somente o público-alvo, mas o inconsciente dele. Você se preocupa com isso ao realizar o planejamento digital do seu cliente?

Chegou a hora de prestar mais atenção nisso.  O neuromarketing realiza estudos sobre o impacto das ações de marketing na mente dos consumidores e essa área ajudará você a encontrar diversos caminhos para conquistá-los. Confira alguns deles:

1-Defina a persona: Avaliar os comportamentos e necessidades do público-alvo ajuda a traçar melhor o perfil da persona que você irá trabalhar. Descubra o que ela sente, seus sonhos, medos, problemas e se o produto/serviço oferecido realmente poderá ajudá-la. Aplicar um questionário é bom, mas nada é melhor do que uma boa conversa.

2- Escreva a copy: Copywriting é uma técnica usada para escrever textos persuasivos, que contém diversos elementos que ajudarão a atingir a mente do consumidor e contribuirá para o aumento da conversão em vendas do seu cliente. Ao desenvolver uma copy, use aquilo que está na mente da persona, construa argumentos que acabem com as objeções e mantenha o foco na persona. Ao final da copy você poderá citar o produto/serviço do seu cliente como uma solução para resolver o problema dela.

3- Use gatilhos mentais: Esses elementos são a base para escrever uma copy. São frases ou palavras usadas em um determinado contexto que ativam sentimentos ou ações no nível inconsciente do cérebro das pessoas. Existem diversos tipos de gatilhos mentais como da curiosidade, da segurança, da escassez e mais uma infinidade. Veja alguns exemplos: “Descubra como obter sucesso”, “Garanta a sua vaga” ou “Últimos dias”.

4- Conte histórias: Ao usar a storytelling no seu trabalho de marketing digital você estará aplicando uma das principais estratégias de neuromarketing para atrair usuários. Ela permite conectar as pessoas com a marca da empresa por meio do lado emocional. Além disso, o cérebro reage de uma forma melhor a uma história. Os neurônios-espelhos são ativados a partir da técnica da storytelling e permitem gerar conexões entre a marca e as pessoas assim como refletir as ações praticadas.

5- Trabalhe com recursos visuais: Em mídias sociais, como o Instagram e o Pinterest, o cérebro reage mais rapidamente aos estímulos visuais do que em outras plataformas, porque a imagem nos transmite uma mensagem de forma mais rápida do que um texto. Como o cérebro é muito sensível a estímulos visuais procure usar fotos e vídeos que despertem a atenção da persona. Trabalhe o design das artes de forma mais atrativa, combinando letras e cores.

Essas são apenas algumas dicas que ajudarão você a trabalhar de forma eficiente a sua estratégia digital. Mas, elas não param por aí, existem ainda muitas relacionadas à área de neuromarketing. Que tal compartilhar conosco alguma outra que deu certo com você?


Clique Aqui e saiba mais

Talvez você possa gostar

Leave a Reply